Twitter RSS
Close

Palmeiras 1 x 2 Santos – 25/08/2012

Valdivia ainda tenta buscar o empate, mas o árbitro apita o fim do clássico. Com a derrota para o Santos, o Palmeiras termina o 1.º turno do Brasileirão na zona de rebaixamento. Foto: José Patrício/AE

O clássico começou pegado no Pacaembu, com Palmeiras e Santos marcando muito forte e criando pouco.

Aos poucos as chances começaram a aparecer. O jogo era equilibrado e oscilava momentos de apatia.

Aos 40′ o Palestra abriu o marcador. O torcedor otimista imaginava que a vantagem seria mantida até o intervalo e a postura da segunda etapa poderia garantir 3 pontos.

Mas não foi o que aconteceu. 3 minutos depois o Santos empatou numa vacilada de Bruno.

Na etapa final os dois times voltaram num ritmo cadenciado e a partida era morna. Os visitantes, num novo vacilo de Bruno, viraram a partida e quase ampliaram. Felipão tentou medidas desesperadas ao colocar 3 atacantes, mas não adiantou. O time estava batido. Nem a estréia da nova 3ª camisa inspirou algo.

Com a derrota, a 11ª em 19 jogos, o Palmeiras fecha o turno na zona de rebaixamento com apenas 16 pontos.

Jogo válido pela 19ª rodada do Brasileirão 2012.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, São Paulo (SP)
Data/hora: 25/08/2012
Horário: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Guilherme Cereta de Lima (SP)
Auxiliares: Marcio Luiz Augusto e Danilo Ricardo Simon Manis (SP)
Renda e público: R$ 772.640/ 22.020 pagantes
Cartões amarelos: João Vitor, Valdivia e Maurício Ramos; Adriano
Gols: Correa, aos 40 minutos do primeiro tempo; Neymar, aos 43 do primeiro tempo e aos 17 do segundo

Palmeiras: Bruno; João Vitor (João Denoni), Leandro Amaro, Maurício Ramos e Juninho; Henrique, Correa, Valdivia e Mazinho (Obina); Barcos e Betinho (Vinícius)
Técnico: Felipão

Santos: Rafael; Bruno Peres, Bruno Rodrigo, Durval e Juan; Adriano (Gerson Magrão), Arouca, Patito Rodríguez (Felipe Anderson) e Ganso; Neymar e André (Bill)
Técnico: Muricy Ramalho

Com dois gols de Neymar, Santos supera o Palmeiras por 2 a 1, de virada

Time da Vila contou com o camisa 11, que fez até gol de falta; Correa marcou para equipe alviverde

FELIPE ROSA MENDES , Agência Estado

25 Agosto 2012 | 20h40

SÃO PAULO – Depois de servir de garçom para André no clássico com o Corinthians, Neymar voltou a ser o protagonista do Santos neste sábado. Com dois gols do atacante, o time santista derrotou o Palmeiras, de virada, por 2 a 1, no Pacaembu, pela última rodada do primeiro turno do Brasileirão.

A grande atuação de Neymar estragou a festa do Palmeiras, que vai comemorar neste domingo seu aniversário de 98 anos. O time chegou a entrar em campo neste sábado com seu novo terceiro uniforme, com linhas douradas e uma referência ao título da Copa do Brasil, conquistado no mês passado.

O Palmeiras, porém, não terá motivos para comemorar no domingo. Com o revés diante do Santos, o time de Luiz Felipe Scolari vai voltar à zona de rebaixamento ao fim desta rodada. Com 16 pontos, o Palmeiras perderá a 16ª colocação para Bahia ou Atlético-GO, que se enfrentam neste domingo.

O Santos, por sua vez, acumulou seu segundo triunfo seguido em clássicos – venceu o Corinthians por 3 a 2 no domingo passado – e chegou aos 26 pontos, mais próximo do G4. O Grêmio, quarto colocado da classificação, soma 34, mas ainda jogará nesta rodada, contra o Internacional.

O JOGO

Palmeiras e Santos fizeram um duelo truncado no início, com roubadas de bola e passes errados, muita vontade e poucos lances de destaque. Passada a empolgação do começo, o time de Felipão se impôs em campo, com seguidas chances de gol. A primeira surgiu com Correa, aos 15, em finalização por cima do travessão. Barcos, aos 18, e Betinho, aos 20, com mais perigo, também ameaçaram o gol de Rafael.

Melhor em campo, o Palmeiras quase abriu o placar aos 21, quando o argentino escapou pela direita, tirou o goleiro da jogada, mas demorou para finalizar e resolveu passar para Mazinho, neutralizado pela defesa.

As insistentes tentativas de fora da área deram resultado aos 40, em chute de Correa. O veterano marcou seu primeiro gol no retorno ao time ao bater rasteiro, no canto esquerdo de Rafael.

Sem levar maior perigo ao gol de Bruno, o Santos passou a ter mais iniciativa a partir dos 30 minutos. Mas foi só em jogada de bola parada, com Neymar, que o visitante chegou ao gol. O atacante bateu falta com categoria, por cima da barreira, e empatou o jogo. A bola ainda acertou a trave antes de entrar, aos 44.

Com o placar igualado novamente, as duas equipes voltaram para o segundo tempo mais cautelosas. Mesmo o Palmeiras, que fora melhor na etapa inicial, segurou o ritmo e se concentrou no meio-campo.

O Santos seguiu recuado até que Neymar, mais uma vez, desequilibrasse o confronto. Em um lance despretensioso, o atacante recebeu passe fora da área e, mesmo cercado por dois marcadores, bateu fraco. A bola acertou o pé da trave e morreu no fundo das redes.

Pressionado pela virada, o Palmeiras partiu para cima e deixou o duelo mais franco. Obina entrou no lugar de Mazinho, mas foi Barcos quem continuou a desperdiçar boas chances. Aos 23, ele recebeu na direita e, quase sem ângulo, cara a cara com Rafael, bateu longe do gol.

Em outro bom lance, o argentino cabeceou à queima-roupa de Rafael, dentro da pequena área, mas viu o goleiro santista fazer grande defesa, aos 43 minutos, garantindo a vitória dos visitantes.

Na próxima rodada, o Santos iniciará o segundo turno contra o Bahia, na Vila Belmiro, na quarta-feira. O Palmeiras vai visitar a Portuguesa, no Canindé, no mesmo dia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.