Twitter RSS
Close

Flamengo 1 x 1 Palmeiras – 12/10/2011

O atacante Luan, do Palmeiras, marca o meia Willians, do Flamengo, durante jogo no Engenhão. Foto: André Portugal/Divulgação

Em meio ao momento mais conturbado da campanha no Brasileiro, o Palmeiras conseguiu arrancar um empate por 1 a 1 com o Flamengo, no Engenhão. A equipe carioca vinha de 3 vitórias consecutivas.

Apesar do ponto conquistado fora de casa, os comandados de Felipão seguem sem grandes motivos para comemorar: já são quatro jogos sem vitórias; o elenco segue abalado pela agressão da torcida ao volante João Vítor, na terça-feira, e o afastamento do atacante Kleber, em atrito com Felipão.

Em campo, o Palmeiras surpreendeu pela postura ofensiva na etapa inicial, mas quem chegou mais perto de abrir o placar foram os cariocas.

Os dois gols do jogo saíram na segunda etapa: Thiago Neves, em jogada que gerou reclamação por uma suposta participação de Jael, em posição irregular, abriu o placar. Pouco tempo depois, Maikon Leite empatou para o Palestra.

Com o resultado, o Palmeiras termina a noite na nona posição, com 41 pontos, a sete do Flamengo, que, com 48 pontos, é o quinto colocado e ocupa a primeira vaga para a Libertadores de 2012.

Jogo válido pela 29ª rodada do Brasileirão 2011.

FICHA TÉCNICA

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 12/10/2011 (Quarta-feira)
Horário: 21h50(de Brasília)
Público: 22.572 pagantes
Árbitro: Emerson Ferreira de Almeida (MG)
Assistentes: Guilherme Dias Camilo (MG) e Helberth Costa Andrade (MG)
Cartão Amarelo: Willians, Alex Silva, Negueba(Fla); Marcos Assunção, Patrik, Cicinho, Thiago Heleno(Pal)
Gols: Flamengo: Thiago Neves aos 10 minutos do segundo tempo
Palmeiras: Maikon Leite aos 18 minutos do segundo tempo

Flamengo: Felipe Leonardo Moura, Alex Silva, Welinton e Junior Cesar; Aírton(Fierro), Willians(Negueba), Renato Abreu e Bottinelli; Thiago Neves e Deivid (Jael)
Técnico: Vanderlei Luxemburgo

Palmeiras: Deola, Cicinho, Henrique, Thiago Heleno e Gabriel Silva; Chico, Marcos Assunção(Rivaldo), Patrik e Luan; Maikon Leite e Fernandão(Ricardo Bueno)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao, Folha Online.

Em crise, Palmeiras perde M. Assunção, mas arranca empate com Fla

Em meio ao momento mais conturbado da campanha no Brasileiro, o Palmeiras conseguiu arrancar um empate por 1 a 1 com o Flamengo, no Engenhão, nesta quarta-feira, pela 29ª do torneio. Apesar do ponto conquistado fora de casa, os comandados de Felipão seguem sem grandes motivos para comemorar: já são quatro jogos sem vitórias; e o elenco segue abalado pela agressão da torcida ao volante João Vítor, na terça-feira, e o afastamento do atacante Kleber, em atrito com Felipão.

Para piorar a situação, o meia Marcos Assunção, grande destaque da equipe, deixou o campo reclamando de dores no ombro, na metade do primeiro tempo, e, mesmo que se recupere, está suspenso do próximo jogo, contra o Fluminense, por receber o terceiro cartão amarelo.

Com o resultado, o Palmeiras termina a noite na nona posição, com 41 pontos, a sete do Flamengo, que, com 48 pontos, é o quinto colocado e ocupa a primeira vaga para a Libertadores de 2012.

Apesar de viver situação oposta em relação ao adversário, o time rubro-negro viveu um contratempo antes do confronto. Embalados por três vitórias consecutivas – a mais recente no clássico contra o Fluminense -, os cariocas foram surpreendidos pelo atraso do voo fretado da Seleção Brasileira que levaria a grande estrela do time, Ronaldinho, para o Rio de Janeiro a tempo de pelo menos sentar no banco de reservas diante dos paulistas.

Em campo, o Palmeiras surpreendeu pela postura ofensiva na etapa inicial, mas quem chegou mais perto de abrir o placar foram os cariocas, que, no mesmo lance, com Leonardo Moura e Thiago Neves, acertaram duas vezes o travessão paulista e ainda viram Deola fazer grande defesa no rebote.

Pelo lado palmeirense, Marcos Assunção, grande destaque da equipe, teve que ser substituído após cair em cima do braço. O camisa 20 recebeu o terceiro cartão amarelo e também desfalcará o clube alviverde na próxima rodada, contra o Fluminense.

Os dois gols do jogo saíram na segunda etapa: Thiago Neves, em jogada que gerou reclamação por uma suposta participação de Jael, em posição irregular, abriu o placar. Pouco tempo depois, Maikon Leite empatou para o time visitante.

Na próxima rodada, o Flamengo joga fora de casa contra o Ceará, rival que eliminou a equipe na Copa do Brasil no primeiro semestre. Já o Palmeiras mede forças com o Fluminense, em São Paulo, sem Felipão – que estará em Portugal para a festa de casamento de um dos filhos.

O jogo

O Palmeiras entrou em campo com três novidades na equipe titular: Cicinho, recuperado de uma torção no tornozelo direito; Patrik, no lugar de Pedro Carmona; e Thiago Heleno, reconquistando a vaga perdida para Maurício Ramos na zaga, eram mudanças em relação ao time que perdeu para o Santos na última rodada.

Apesar do momento pior, o time paulista dominou os minutos iniciais da partida. Aos 8min, Marcos Assunção encontrou Henrique sozinho na área e fez um cruzamento preciso, que o zagueiro desperdiçou cabeceando por cima do gol.

Aos poucos, porém, o Flamengo adiantou a marcação e equilibrou o jogo. Na primeira chegada rubro-negra, aos 16min, um lance incrível: Leonardo Moura cruzou da direita, a zaga afastou mal e Bottinelli cabeceou no travessão. No rebote, Thiago Neves cabeceou para ótima defesa de Deola e, na sobra, Leonardo Moura também acertou o poste superior.

A equipe alviverde respondeu aos 20min, quando Maikon Leite roubou a bola no ataque, entrou na área, tentou passar por Welinton e caiu, mas o árbitro mandou o lance seguir.

Já controlando a posse de bola, os cariocas chegaram bem aos 25min, em chute forte de Thiago Neves, de longe, que assustou Deola.

Aos 30min, Marcos Assunção derrubou Bottinelli e recebeu cartão amarelo que lhe rendeu suspensão na próxima partida, contra o Fluminense. Para piorar, o camisa 20 caiu em cima do braço depois do lance e teve que ser substituído por Rivaldo.

Mesmo com o desfalque, o Palmeiras ainda criou a última boa oportunidade do primeiro tempo. Aos 39min, Felipe saiu errado do gol para pegar cruzamento de Cicinho e faltou pouco para que Fernandão alcançasse a bola depois de ajeitada de Luan. Na sobra, Maikon Leite ainda bateu cruzado com perigo.

Luxemburgo realizou duas alterações na equipe para a etapa final e promoveu a entrada de mais um atacante no time carioca. Depois do intervalo, o Flamengo voltou com Jael, na vaga de Deivid, e Negueba, no lugar de Willians.

As mudanças surtiram efeito, com um gol polêmico logo aos 10min. Thiago Neves dominou no bico da área e chutou cruzado para o gol. Jael, em posição irregular, tentou completar o lance com cabeçada, mas não alcançou. A bola entrou no canto direito de Deola e os palmeirense reclamaram que o jogador impedido participou do lance.

Logo após sofrer o gol, Felipão mexeu no time e promoveu a entrada de Ricardo Bueno no lugar de Fernandão. O treinador estava visivelmente irritado na beira do campo.

O Flamengo dominava as ações no segundo tempo e parecia mais próximo do segundo gol do que o Palmeiras de um empate. Mas, na primeira chegada perigosa depois do intervalo, os paulistas igualaram o marcador.

Aos 18min, Cicinho fez boa jogada pela direita e tocou para Maikon Leite, que finalizou forte na saída de Felipe.

O gol mudou o panorama da partida e o Palmeiras cresceu de produção. Aos 24min, Luan, de fora da área, chutou com perigo por cima do gol rubro-negro.

Já com Aírton no lugar de Ferrero, na última substituição permitida, o Flamengo quase recuperou a vantagem em jogada de Jael, que girou em cima de Henrique e chutou cruzado.

Aos 37min, Felipão também mexeu: Tinga entrou no lugar de Patrik e ajudou a equipe paulista a segurar o empate até o final, diante de um grande esforço flamenguista nos minutos finais.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.