Twitter RSS
Close

Palmeiras 1 x 0 Ceará – 22/09/2011

Luan comemora gol do Palmeiras sobre o Ceará (Foto: Piervi FonsecaAgência Estado)

O Palmeiras enfim venceu no segundo turno do Campeonato Brasileiro.

Depois de cinco partidas de jejum, a equipe alviverde voltou nesta quinta-feira ao Canindé, onde ainda não perdeu na temporada, e se reabilitou na competição ao superar o Ceará por 1 a 0.

Com um gol contra de Thiago Mathias, zagueiro revelado no clube, o time de Luiz Felipe Scolari tranquilizou uma preocupada torcida e se reaproximou da zona de classificação para a Copa Libertadores da América.

Jogo válido pela 25ª rodada do Brasileirão 2011.

FICHA TÉCNICA:

Local: Estádio do Canindé, em São Paulo (SP)
Data: 22 de setembro de 2011, quinta-feira
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
Assistentes: Rodrigo Pereira Joia (Fifa-RJ) e Ediney Guerreiro Mascarenhas (RJ)
Cartões amarelos: Marcos Assunção, Luan e Chico (Palmeiras). Heleno, Roger (Ceará)
Público: 6.629 pagantes
Renda: R$ 189.789,00
GOLS: PALMEIRAS: Thiago Mathias (contra), aos 43 minutos do primeiro tempo

PALMEIRAS: Deola; Márcio Araújo, Henrique, Maurício Ramos e Gabriel Silva; Chico, Marcos Assunção (Thiago Heleno) e Tinga (João Vitor); Luan, Kleber e Fernandão (Maikon Leite)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

CEARÁ: Fernando Henrique; Boiadeiro (Thiago Humberto), Fabrício, Thiago Matias e Vicente; Michel (Eusébio), Heleno, João Marcos e Rudnei; Roger (Marcelo Nicácio) e Washington
Técnico: Estevam Soares

Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao, Folha Online, ESPN.

Ex-zagueiro faz contra, Palmeiras bate Ceará e vence 1ª no returno

Emanuel Colombari
Direto de São Paulo

O Palmeiras enfim venceu no segundo turno do Campeonato Brasileiro. Depois de cinco partidas de jejum, a equipe alviverde voltou nesta quinta-feira ao Canindé, onde ainda não perdeu na temporada, e se reabilitou na competição ao superar o Ceará por 1 a 0. Com um gol contra de Thiago Mathias, zagueiro revelado no clube, o time de Luiz Felipe Scolari tranquilizou uma preocupada torcida e se reaproximou da zona de classificação para a Copa Libertadores da América.

Atravessando um momento turbulento no Brasileiro depois de um início empolgante, o Palmeiras não vencia desde que fez 2 a 1 no arquirrival Corinthians na 19ª rodada, a última da primeira fase. Nesta 25ª jornada da competição, porém, os comandados de Felipão pressionaram bastante, mas um gol contra de Thiago Mathias aos 43min do primeiro tempo encaminhou o resultado no Canindé.

O time alviverde, que entrou em campo como décimo colocado do torneio, subiu para a sétima colocação da tabela ao alcançar aos 38 pontos, ficando a apenas dois do Fluminense, quinto e último integrante da zona de classificação para a Libertadores. Já o Ceará, que amargou seu sexto jogo sem vencer no Brasileiro, no perigoso 16º lugar com 27 pontos – apenas dois a mais em relação ao Atlético-MG, 17º e integrante da zona de rebaixamento.

Pressão e muralha “quase” intransponível

O Palmeiras voltou ao Canindé mais de um mês após empatar com o Bahia por 1 a 1 em 18 de agosto. Assombrado pelo empate por 1 a 1 com o Cruzeiro e pela derrota por 3 a 0 para o Internacional nas duas últimas partidas que fez como mandante, no Pacaembu, o time do Parque Antártica se mostrou bastante confortável na casa da Portuguesa e desde o início pressionou os visitantes cearenses.

A primeira etapa foi totalmente do Palmeiras, que envolveu os rivais e levou grande perigo principalmente com o centroavante Fernandão. Apenas nos 22 minutos iniciais, foram oito finalizações dos pupilos de Scolari contra apenas uma do Ceará, o que ratificava a soberania da equipe paulista.

Dois lances discutíveis ainda levantaram a torcida pedindo pênalti, somente no primeiro tempo. Primeiro aos 17min, em um chute de Gabriel Silva que desviou no braço de Thiago Mathias, e depois aos 33min, quando Fernandão foi derrubado na área pelo mesmo zagueiro alvinegro e nada foi marcado.

No total, o Palmeiras deu 13 finalizações ao longo da primeira etapa, mas o panorama indicava uma igualdade sem gols até o intervalo. Até que, em uma jogada na qual não tentou chutar a gol, o time mandante abriu o placar aos 43min: Márcio Araújo cruzou da direita e Luan, de cabeça, ajeitou para o meio da área buscando Fernandão. O ex-palmeirense Thiago Mathias tentou interceptar, mas traiu Fernando Henrique e mandou contra a própria meta.

Bicicleta, Maikon Leite, pressão e polêmica

A vantagem no marcador trouxe o Palmeiras motivado para o início da etapa decisiva, e Kleber quase marcou o segundo gol do jogo logo aos 2min. Após sobra em cobrança de escanteio, o camisa 30 ajeitou de costas para o gol e tentou uma bicicleta, que parou no travessão de Fernando Henrique.

Pensando mais em controlar o 1 a 0, Felipão fechou o meio de campo alviverde, trocando o meia Tinga pelo volante João Vitor. Mesmo assim, o Palmeiras acabou sofrendo certa pressão do Ceará, que se aventurou mais ao ataque na busca pela igualdade e incomodou o setor de marcação dos mandantes.

O Palmeiras só assustou com um chute cruzado de Luan espalmado por Fernando Henrique aos 25min, mas foi aos 35min que os 6.629 pagantes se empolgaram no Canindé, quando Scolari chamou o atacante Maikon Leite. O camisa 7, que não disputava uma partida desde 25 de agosto, entrou em campo aos 39min no lugar de Fernandão para dar velocidade à saída de bola alviverde e justificou a expectativa dos fãs.

Logo no primeiro lance em campo, Maikon Leite esteve muito próximo de fazer o segundo do Palmeiras. Kleber lançou o companheiro em profundidade, o veloz atacante invadiu a área e driblou Fernando Henrique, mas a zaga do Ceará conseguiu salvar em cima da linha.

Nos acréscimos, o Ceará partiu com tudo para o ataque e passou a levantar a bola na povoada área palmeirense de qualquer maneira. Nos acréscimos, o time visitante ainda reclamou pênalti após Luan cortar com o braço na área um cruzamento da esquerda. O árbitro Wagner do Nascimento Magalhães, assim como havia feito no primeiro tempo quando o Palmeiras pediu marcação semelhante, nada marcou.

O placar seguiu inalterado e confirmou o 1 a 0 magro, mas suficiente para dar tranquilidade não apenas à torcida, mas também ao elenco alviverde.

As duas equipes voltam a campo às 18h de domingo pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Palmeiras viaja a Goiânia para encarar o Atlético-GO no Estádio Serra Dourada, enquanto o Ceará retorna ao Estádio Presidente Vargas para recepcionar o Coritiba.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.