Twitter RSS
Close

Vasco 2 x 0 Palmeiras – 11/08/2011

IG

O equilíbrio marcou a partida no primeiro tempo. O Vasco tentava chegar na base do toque de bola e da inspiração dos seus meis, enquanto o Palmeiras apostava na velocidade de Maikon Leite e Kleber.

No entanto, o Alviverde não esteve bem e não conseguiu ser um adversário perigoso para os donos casa.

Para seguir na competição, o Palestra terá que inverter a vantagem vascaína no jogo de volta, em São Paulo, dia 25 de agosto.

Jogo de ida válido pela segunda fase da Copa Sul-Americana 2011.

FICHA TÉCNICA:
VASCO 2 X 0 PALMEIRAS

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 11 de agosto de 2011 (Quinta-feira)
Horário: 21h50 (de Brasília)
Árbitro: Leandro Vuaden (Brasil)
Assistentes: Altemir Hausmann (Brasil) e Erich Bandeira (Brasil)
Cartão Amarelo: Henrique, Thiago Heleno (Palmeiras)
Gols:
VASCO: Diego Souza, aos 42 minutos do primeiro tempo, e Elton, aos 34 minutos do segundo tempo.

VASCO: Fernando Prass, Fagner, Renato Silva, Anderson Martins e Julinho; Rômulo, Jumar (Felipe), Juninho Pernambucano e Bernardo (Leandro); Diego Souza (Vítor Ramos) e Elton
Técnico: Ricardo Gomes

PALMEIRAS: Marcos, Cicinho, Henrique (Maurício Ramos), Thiago Heleno e Gerley; Márcio Araújo, Marcos Assunção, Patrik (Vinicius) e Maikon Leite (Dinei); Luan e Kleber
Técnico: Luiz Felipe Scolari

ESPN, IG, Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao, Folha Online.

Vasco faz 2 a 0 no Palmeiras e abre boa vantagem para ir à segunda fase

ESPN.com.br com Agência Gazeta Press
Mesmo poupando alguns titulares, o Vasco aproveitou bem o fato de fazer a primeira partida em casa e abriu boa vantagem sobre o completo Palmeiras para ir à segunda fase da Copa Sul-Americana. Os cariocas venceram por 2 a 0, nesta quinta-feira à noite, em São Januário, com gols de Diego Souza e Elton.

O jogo de volta será na quinta-feira, dia 25 de agosto, no Pacaembu. Se fizer um gol fora de casa, o Vasco poderá perder até por dois gols de diferença para se classificar. Já o Palmeiras terá uma dura missão para reverter a desvantagem. Apenas uma vitória por três gols de diferença coloca os paulistas diretamente na fase seguinte. Quem avançar deste confronto encara Aurora (BOL), San José (BOL) ou Nacional (PAR).

Os dois times voltam a se enfrentar neste domingo, agora pelo Campeonato Brasileiro. A vitória premiou a objetividade do Vasco, que foi dominado a maior parte do tempo, mas conseguiu aproveitar as poucas oportunidades que criou. Já o Palmeiras esbarrou na falta de pontaria dos seus jogadores e nas boas defesas de Fernando Prass, o destaque da equipe carioca.

O jogo

A partida começou em ritmo acelerado, com as duas equipes atuando de forma mais solta, sem se prender aos rígidos esquemas de marcação normalmente utilizados no Campeonato Brasileiro. Aos dois minutos, Kleber fez a primeira finalização da partida, mas o goleiro Fernando Prass defendeu sem dificuldade.

A resposta do Vasco foi imediata. Bernardo cruzou, Elton desviou de cabeça e Márcio Araújo evitou o gol, mandando para escanteio. Na cobrança, Juninho Pernambucano tentou o gol olímpico e Marcos fez uma defesa complicada, espalmando por cima da trave.

Aos 11 minutos, o time paulista, que ficava mais tempo com a posse de bola, fez uma verdadeira blitz na área cruzmaltina, que terminou com a conclusão de Thiago Heleno para fora.

O time dirigido por Luiz Felipe Scolari explorava os lançamentos para os atacantes, que se deslocavam muito pelos lados do campo. Aos 15, um cruzamento de Cicinho encontrou a defesa do Vasco desatenta, e Patrick entrou batendo por cima, mas a arbitragem anotou irregularidade e invalidou o lance.

A partir dos 20 minutos, a partida caiu de ritmo, com os dois times preferindo trocar passes improdutivos. Aos 21, o zagueiro Henrique tinha a bola dominada, mas acabou permitindo que o atacante Elton o desarmasse e chutasse com perigo para o gol de Marcos.

O Vasco centralizava o jogo em Juninho Pernambucano, responsável por acionar os atacantes com lançamentos, mas a defesa palmeirense estava bem postada e cortando as investidas da equipe carioca. Aos 27 minutos, Marcos Assunção cobrou falta ao lado da área e quase surpreendeu o goleiro Fernando Prass, que fez uma defesa difícil, rebatendo a bola para a lateral.

Aos 31 minutos, Henrique atrasou para Marcos que, pressionado,rebateu mal e a bola ficou com Rômulo que mandou uma bomba e o goleiro palmeirense defendeu, desviando para escanteio.

Aos 37 minutos, em outra falta cobrada por Marcos Assunção, o goleiro Fernando Prass teve dificuldade em aliviar o perigo na sua área. O time paulista continuava um pouco mais objetivo e aos 37 minutos, Patrick penetrou pela meio da defesa e bateu mas Fernando Prass fez a defesa.

Aos 41 minutos, o Vasco deu a resposta, com chute de Elton que Marcos Assunção tentou desviar e obrigou Marcos a uma defesa difícil. Na cobrança do escanteio por Bernardo, a bola desviou em um zagueiro palmeirense, bateu em Diego Souza que estava na pequena área e enganou o goleiro Marcos, que viu a bola entrar em sua rede.

No final do primeiro tempo, o zagueiro Renato Silva tentou driblar Patrick, perdeu a bola na entrada da área e o atacante Maikon Leite desperdiçou a chance de empatar, batendo por cima do travessão.

Os dois times voltaram sem mudanças para o segundo tempo, mas o Palmeiras retornou bem mais agressivo para buscar o gol de empate. Aos cinco minutos, após cruzamento da direita, Kléber ganhou da zaga, mas a cabeçada não levou perigo ao gol defendido por Fernando Prass.

O time cruzmaltino não conseguia sair da pressão palmeirense, Diego Souza e Bernardo erravam muitos passes e não davam continuidade ao jogo da sua equipe. Para tentar resolver o problema, o técnico Ricardo Gomes decidiu colocar Felipe em campo.

Aos 16 minutos, depois de um erro na saída de bola do Vasco, Luan serviu Patrick, que chutou forte, mas colocou por cima da trave vascaína.

O Palmeiras desperdiçou uma grande chance de empatar aos 22 minutos, quando Dinei foi lançado entre os zagueiros e tocou na saída de Fernando Prass, mas o goleiro cruzmaltino conseguiu evitar o gol usando a perna esquerda.

Aos 24 minutos, Dinei mandou a bola de cabeça para a rede, mas o assistente Erich Bandeira marcou impedimento em decisão muito contestada pelos jogadores da equipe paulista. Para tentar segurar a pressão da equipe paulista, o técnico Ricardo Gomes trocou o atacante Diego Souza pelo zagueiro Vítor Ramos.

Aos 34 minutos, o Vasco marcou o segundo gol. Felipe fez lançamento em profundidade para Leandro, que cruzou quando a bola já estava saindo, e Elton entrou de cabeça para colocar a bola na rede, sem chances para Marcos.

Nos minutos finais, o Palmeiras aumentou a pressão para tentar marcar, pelo menos, um gol, mas Fernando Prass se encarregou de acabar com os sonhos da equipe paulista.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.