Twitter RSS
Close

Palmeiras 0 x 1 Corinthians – 06/02/2011

Depois de 6 jogos de invencibilidade, o Verdão teve a sequência positiva quebrada, que o levou ao primeiro lugar do campeonato, justamente pelo seu maior rival.

Os alviverdes tiveram 13 chances reais de gol, contra apenas duas do rival. Em finalizações, o placar foi 17 a 8 para os comandados de Luiz Felipe Scolari, que recebeu uma placa por seu 300º jogo no comando do time.

Um pouco a má pontaria Palestrina, além da feliz tarde do goleiro adversário, não permitiram que o resultado fosse favorável.

Essa foi a primeira derrota do Palmeiras na temporada. Mesmo com o resultado negativo, o time do técnico Luiz Felipe Scolari segue na liderança isolada do Paulistão, com 16 pontos.

Jogo válido pela 7ª rodada do Paulistão.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 6 de fevereiro de 2011, domingo
Horário: 17 horas (de Brasília)
Árbitro: Antonio Rogério Batista do Prado
Assistentes: Rafael Ferreira da Silva e Maiza Teles Paiva
Assistentes adicionais: Luiz Flavio de Oliveira e Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Cartões amarelos: Tinga, Patrik (Palmeiras). Leandro Castán, Alessandro (Corinthians)
Público: 23.714 pagantes
Renda: R$ 678.111,00
GOL: CORINTHIANS: Alessandro, aos 37 minutos do segundo tempo

PALMEIRAS: Marcos; Cicinho, Maurício Ramos, Thiago Heleno e Rivaldo (Max Santos); Marcos Assunção, Márcio Araújo, Tinga (Adriano) e Luan; Kleber e Dinei (Patrik)
Técnico: Luiz Felipe Scolari

CORINTHIANS: Julio Cesar; Alessandro, Chicão, Leandro Castán e Fábio Santos (Marcelo Oliveira); Ralf, Jucilei, Danilo e Cachito Ramírez (Morais); Jorge Henrique e Edno (Willian)
Técnico: Tite

PTD, globoesporte.com, Terra, EstadaoFolha Online.

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 06/02/2011 – 18:53h.
Má pontaria e goleiro param o Palmeiras

O clássico começou bom no Pacaembu. Apesar dos problemas, o Corinthians foi o dono da primeira boa oportunidade. Logo aos 5 minutos Jucilei surgiu livre na cara de Marcos, que evitou o gol com os pés.

Passado os 10 minutos iniciais, o Palmeiras conseguiu aumentar o tempo com a posse de bola e criou diversas jogadas de perigo. Aos 20 Cicinho chutou cruzado, à direita de Júlio César. O goleiro rival só foi trabalhar pela primeira vez aos 24, depois que Kleber finalizou da entrada da área.

O gol Palmeirense parecia amadurecer, e só não saiu graças a péssima pontaria de Maurício Ramos. Aos 25 minutos, após confusão dentro da área, a bola caiu nos pés do zagueiro, que mesmo sem goleiro conseguiu chutar para fora. Só dava Verdão. Aos 31 Marcos Assunção soltou a bomba de fora da área, por cima.

Nos minutos finais o jogo ficou mais pegado, com as duas equipes cometendo faltas duras e desnecessárias. O clima de tensão, porém, só foi válido para a equipe de Felipão, que criou mais duas boas chances para abrir o placar. Aos 45 Dinei fez boa jogada e tocou para Kleber; o Gladiador fintou Alessandro e chutou para outra intervenção de Júlio César. Aos 47 Assunção cobrou falta com a categoria de sempre, mas outra vez o goleiro rival evitou o gol. Em seguida o juiz encerrou o primeiro tempo.

Na etapa final o panorama da partida pouco mudou. O Palmeiras seguia com mais posse de bola, mas pecava na hora da finalização. As primeiras chances não demoraram a sair. Aos 2 minutos Dinei passou para Tinga chutar por cima. Aos 5 Dinei tentou o chute colocado e viu a bola passar à esquerda do goleiro.

Depois dos 10 minutos o Verdão perdeu dois titulares por lesão: Dinei e Tinga saíram para as entradas de Patrik e Adriano, respectivamente. As mudanças fizeram com que o time de Felipão perdesse um pouco o ritmo. Quando a partida caminhava para o seu final, o sistema defensivo Palmeirense falhou ao permitir uma tabela de Alessandro com Morais; o lateral saiu na cara de Marcos e teve tranquilidade para abrir o placar: 1 a 0.

O gol foi a senha para o Verdão voltar a se ligar. Em menos de 5 minutos duas chances claras para o empate foram criadas. Na primeira, aos 41, Kleber chutou em cima de Júlio César. Aos 46 outra vez o Gladiador perdeu ótima oportunidade; no rebote do goleiro, o meia Patrik ainda cabeceou na trave, para desespero dos torcedores presentes ao Pacaembu.

Essa foi a primeira derrota do Palmeiras na temporada. Mesmo com o resultado negativo, o time do técnico Luiz Felipe Scolari segue na liderança isolada do Paulistão, com 16 pontos.

Agora o Verdão para por uma semana, pois o próximo comprmisso está marcado apenas para sábado que vem (dia 12) contra o Americana, às 19h30 no Pacaembu.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.