Twitter RSS
Close

Palmeiras 1 x 0 Vitória – 08/05/2010

Cleiton Xavier, Robert e Ewerthon comemoram o gol de Lincoln. Foto: AE

Eliminado da Copa do Brasil pelo Atlético-GO no meio de semana, o Palmeiras entrou no gramado do Palestra Itália e ouviu gritos de “time sem-vergonha” de uma torcida organizada. Já outros torcedores pediam “atitude” à equipe

Ainda assombrado pela enorme quantidade de pênaltis perdidos no último jogo, o time voltou a errar mais um na partida de hoje.

Jogando muito mal e tomado pela apatia, as poucas oportunidades de gol foram em jogadas de bola parada. Diante do cenário, o técnico Antônio Carlos se irritou e chegou a chutar uma garrafa para dentro do gramado.

Com o resultado, o time alviverde soma os primeiros três pontos no Campeonato Brasileiro e ameniza as críticas recebidas da torcida.

Jogo válido pela 1ª rodada do Brasileirão 2010.

FICHA TÉCNICA

Local: Palestra Itália, em São Paulo (SP)
Data: 8 de maio de 2010 (sábado)
Horário:
18h30 (Brasília)
Renda: R$ 186.547,00
Público:
6.025 pagantes
Árbitro: Péricles Bassols Cortez
Assistentes:
Edney Guerreiro Mascarenhas e Marco Aurélio Pessanha (ambos RJ)
Cartões amarelos: Deola e Edinho (Palmeiras); Renie (Vitória)
Cartões vermelhos:
Walace (Vitória)
Gols: PALMEIRAS: Lincoln, 78′

PALMEIRAS: Marcos; Vitor, Edinho, Léo e Armero; Pierre (Vinicius), Márcio Araújo, Lincoln (Marcos Assunção) e Cleiton Xavier; Ewerthon e Robert (Paulo Henrique)
Técnico: Antônio Carlos Zago.

VITÓRIA: Viafara, Rafael Granja (Edson), Walace, Renie e Egidio; Uelliton, Neto, Renato (Neto Berola) e Bida; Elkeson (Vanderson) e Júnior
Técnico: Ricardo Silva.

globoesporte.com, Portal Terra, Estadão, Aqui Acontece, Folha.

Verdão sofre, mas bate Vitória na abertura do Brasileirão. Torcida chia

O técnico Antônio Carlos e o atacante Robert, que perdeu pênalti, são hostilizados pelos torcedores. Lincoln marca e limpa a barra da equipe

Por Adilson Barros

Torcer pelo Palmeiras, atualmente, não tem sido muito fácil. Até o solitário gol de Lincoln, aos 33 minutos do segundo tempo contra o Vitória, neste sábado, pela primeira rodada do Brasileirão, os alviverdes sofreram, xingaram o técnico Antônio Carlos, o atacante Robert, que perdeu gols incríveis (um pênalti, inclusive). Quando saiu o gol, que garantiu o 1 a 0 e os três primeiros pontos do Verdão, o que se viu no Palestra Itália foi um longo suspiro de alívio. Um sinal claro de que se as coisas não melhorarem, o ano vai ser muito duro.

O Vitória, por sua vez, ainda tem a Copa do Brasil. Neste sábado, a não ser por uma cabeçada de Júnior no primeiro tempo, defendida por Marcos, a equipe baiana não criou quase nada. Parecia mais preocupada com as semifinais do mata-mata nacional. O duelo contra o Atlético-GO começa na quarta-feira, em Goiânia.

O Palmeiras volta a campo no próximo domingo, para enfrentar o Vasco, em São Januário, no Rio, às 18h30m. Pelo Brasileirão, o time baiano joga sábado, contra o Flamengo, às 18h30m, no Barradão, em Salvador.

Jogo arrastado

O primeiro tempo poderia ser vendido como remédio eficiente para acabar com insônia. Seria tiro e queda. Os dois times, em ritmo lento, trocavam passes de um lado para o outro, sem conseguir aprofundar jogadas. O Palmeiras pecava por insistir demais pelo meio, abandonando as alas. Batia no muro rubro-negro e voltava. Mesmo quando conseguiam dominar e tinham espaços para chegar à linha de fundo, os alas Vítor e Armero preferiam o corte para o meio, atrasando a jogada e levando o técnico Antônio Carlos à loucura.

Aos 15 minutos, o comandante palmeirense, irritado com essa insistência do time de tentar atravessar a defesa adversária pelo caminho mais congestionado, deu um bico numa garrafinha de água, que entrou rolando pelo gramado. O gandula teve de entrar para retirar o objeto e o treinador se viu obrigado a pedir desculpas para o quarto árbitro.

O Palmeiras dominava a posse de bola e até chegou a ameaçar, aos 20, quando Cleiton Xavier cobrou escanteio da direita e Léo subiu livre para cabecear. A bola saiu, passando bem perto da trave direita de Viáfara. Mas foi o Vitória quem criou a primeira chance clara de gol, quando Egídio, aos 36, cruzou na cabeça de Júnior. O atacante subiu e cabeceou firme, obrigando Marcos a espalmar para escanteio.

O Palmeiras, enrolado para trocar passes, passou a chutar de fora. Foi num desses arremates que conseguiu sua melhor chance. Aos 43, Lincoln bateu no canto, e o goleiro espalmou.

Robert perde pênalti, mas Lincoln garante vitória

O Palmeiras melhorou no segundo tempo. Passou a acertar os passes e a explorar bem as jogadas laterais, principalmente pela direita, com Vítor e Márcio Araújo se revezando, sempre aparecendo às costas de Egídio. O problema é a fase. Mesmo dominando o jogo, o time tropeçava em seu próprio nervosismo. Robert que o diga.

Ele perdeu dois gols feitos e foi duramente hostilizado pela torcida alviverde, que não agüenta mais tanto sofrimento. Aos 11, Vítor apareceu pelo meio e enxergou Ewerthon entrando pela direita. O passe foi preciso. O atacante recebeu, já dentro da área, e deu um tapa para o lado, onde Robert entrava sozinho. Era só empurrar para o gol vazio. Dava até para dominar e ajeitar melhor o chute. Enfim, a chance era tão clara que seria um daqueles gols imperdíveis. Não seria. Robert, não se sabe como, conseguiu mandar a bola para fora. O Palestra Itália caiu em vaias sobre sua cabeça.

Agora, ninguém pode dizer que Robert é omisso. Pelo contrário. Aos 15, quando Ewerthon foi derrubado por Wallace na área no momento em que marcaria o gol, Robert se apresentou para bater o pênalti. Muitos torcedores puseram as mãos na cabeça:

– O Robert não! – gritou a Turma do Amendoim, os exigentes torcedores que ocupam as cadeiras numeradas do Palestra. Pareciam prever o que aconteceria em seguida.

Aos 17 minutos, Robert tomou distância e bateu firme de pé direito. Viáfara acertou o canto e fez uma grande defesa. Realmente, não está fácil torcer pelo Palmeiras. Nem torcer, nem treinar. Cansada de xingar Robert, a torcida direcionou sua revolta para o técnico Antônio Carlos. Chamou o treinador de “burro”, pois considerou que ele deveria ter intercedido, ordenando que o atacante deixasse o pênalti para outro bater. Logo em seguida, Robert saiu de campo para dar entrada de Paulo Henrique. Claro, muito vaiado.

A essa altura, o Verdão tinha um jogador a mais, pois Wallace, quando cometeu o pênalti, foi expulso.

O Palmeiras viveu momentos de descontrole. Falhava na marcação e chegou a ser acuado mesmo jogando com um a mais. Mas essa pane não durou muito. As coisas entraram mais ou menos nos eixos aos 33 minutos, quando Cleiton Xavier acertou um lindo passe para Lincoln, que entrou pela esquerda e chutou rasteiro, abrindo o placar, fazendo o Palestra soltar um grito de gol, misto de alegria e alívio. Daí para frente, a torcida verde contou os minutos e, mesmo irritada, foi para casa com três pontos no bolso.

========================================================

 

PONTOS GANHOS VITÓRIAS EMPATES DERROTAS
Em casa 3 Em casa 1 Em casa 0 Em casa 0
Fora de casa 0 Fora de casa 0 Fora de casa 0 Fora de casa 0
TOTAL 3 TOTAL 1 TOTAL 0 TOTAL 0
GOLS FEITOS GOLS SOFRIDOS
Em casa 1 Em casa 0
Fora de casa 0 Fora de casa 0
TOTAL 1 TOTAL 0
GOLS FEITOS NO 1º TEMPO GOLS FEITOS NO 2º TEMPO
Até os 15 minutos 0 Até os 15 minutos 0
Dos 16 aos 30 minutos 0 Dos 16 aos 30 minutos 0
Dos 31 aos 45 minutos 0 Dos 31 aos 45 minutos 1
Depois dos 45 minutos 0 Depois dos 45 minutos 0
TOTAL 0 TOTAL 1
GOLS SOFRIDOS NO 1º TEMPO GOLS SOFRIDOS NO 2º TEMPO
Até os 15 minutos 0 Até os 15 minutos 0
Dos 16 aos 30 minutos 0 Dos 16 aos 30 minutos 0
Dos 31 aos 45 minutos 0 Dos 31 aos 45 minutos 0
Depois dos 45 minutos 0 Depois dos 45 minutos 0
TOTAL 0 TOTAL 0
COMO FORAM OS GOLS MARCADOS COMO FORAM OS GOLS SOFRIDOS
Com o pé (dentro da área) 1 Com o pé (dentro da área) 0
Com o pé (fora da área) 0 Com o pé (fora da área) 0
Cabeça 0 Cabeça 0
Pênalti 0 Pênalti 0
Falta 0 Falta 0
Olímpico 0 Olímpico 0
Contra 0 Contra 0
Outros 0 Outros 0
Col. Colocação na Tabela PG J V E D GP GC SG
Palmeiras 3 1 1 0 0 1 0 1
DESEMPENHO
10ª 11ª 12ª 13ª 14ª 15ª 16ª 17ª 18ª 19ª
20ª 21ª 22ª 23ª 24ª 25ª 26ª 27ª 28ª 29ª 30ª 31ª 32ª 33ª 34ª 35ª 36ª 37ª 38ª

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.