Twitter RSS
Close

Rio Branco 2 x 2 Palmeiras – 24/03/2010

Diego Souza colocou o Palmeiras na frente, mas o jogo com o Rio Branco terminou 2 a 2. Foto: globoesporte.com

O Palmeiras desperdiçou mais uma oportunidade de colar nos quatro primeiros colocados do Campeonato Paulista e não conseguiu derrotar o lanterna da competição.

Nesta quarta-feira, em Araraquara, o time alviverde chegou a sair na frente, mas sofreu a virada e não obteve mais do que um empate por 2 a 2 com o Rio Branco, ficando distante da zona de classificação para as semifinais.

Diego Souza fez o primeiro do Palmeiras aos 17min, mas cinco minutos depois a equipe do interior tinha a vantagem: Alex Terra e Romarinho fizeram aos 20 e aos 22min, respectivamente. Ewerthon igualou ainda na etapa inicial, aos 33min, mas os comandados de Antônio Carlos não tiveram forças para buscar o triunfo após o intervalo.

Com o resultado, o Palmeiras se mantém com 23 pontos, na décima posição. A equipe está cinco pontos atrás da Portuguesa, que venceu o Mirassol (1 a 0) e assumiu a quarta posição do torneio. Faltam três rodadas para a fase de classificação terminar.

Jogo válido pela 16ª rodada do Paulistão 2010.

FICHA TÉCNICA

Estádio: Fonte Luminosa, em Araraquara (SP)
Data/hora: 24/3/2010 – 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Marcelo Aparecido Ribeiro de Souza
Auxiliares: Osny Antonio Silveira e Ricardo Pavanelli Lanutto
Cartões Amarelos: Diego Souza, Eduardo, Pierre (PAL); Marcio Passos, César, Airton, Cristiano (RIO)
Cartões Vermelhos: Maurim (RIO)
Gols: Diego Souza, aos 17’/1ºT (PAL); Alex Terra, aos 20’/1ºT (RIO); Romarinho, aos 23’/1ºT (RIO); Ewerthon, aos 34’/1ºT (PAL)

RIO BRANCO: Guilherme; Marcio, Vinicius e Airton; Jobinho (Carlinhos, aos 25’/2ºT), Marcio Passos, César, Francisco Alex (Ricardo, Intervalo) e Maurim; Romarinho (Guaraci, aos 18’/2ºT) e Alex Terra. Técnico: Marcos Ribas

PALMEIRAS: Marcos; Eduardo (Lincoln, Intervalo), Léo, Danilo e Armero; Pierre, Márcio Araújo, Cleiton Xavier e Diego Souza; Ewerthon (Lenny, 11’/2ºT) e Robert (Vinícius, aos 31’/2ºT). Técnico Antônio Carlos.

Globo Esporte, Terra Esportes, Estadao, Folha Online.

Defesa falha, Palmeiras só empata e se distancia da semi

terra.com.br

O Palmeiras desperdiçou mais uma oportunidade de colar nos quatro primeiros colocados do Campeonato Paulista e não conseguiu derrotar o lanterna da competição pela 16ª rodada. Nesta quarta-feira, em Araraquara, o time alviverde chegou a sair na frente, mas sofreu a virada e não obteve mais do que um empate por 2 a 2 com o Rio Branco, ficando distante da zona de classificação para as semifinais.

Diego Souza fez o primeiro do Palmeiras aos 17min, mas cinco minutos depois a equipe do interior tinha a vantagem: Alex Terra e Romarinho fizeram aos 20 e aos 22min, respectivamente. Ewerthon igualou ainda na etapa inicial, aos 33min, mas os visitantes na Fonte Luminosa não tiveram forças para buscar o triunfo após o intervalo.

Sem vencer há duas partidas, o Palmeiras soma seu 23º ponto em 16 jogos no Paulista e vê a classificação se tornar um sonho muito distante – a Portuguesa, que assumiu provisoriamente o quarto lugar, tem 28. Já o Rio Branco, com 12 pontos, segue na zona de rebaixamento.

Na próxima rodada, o Palmeiras tenta superar o aparente trauma do Palestra na partida de sábado, às 16h (de Brasília), contra o Mirassol. Já o Rio Branco segue longe de Americana e mede forças no mesmo dia com o Paulista, em Jundiaí, às 18h30.

O jogo

O Palmeiras deu indícios de que conseguiria uma vitória fácil em Araraquara: pressionou desde os primeiros minutos, acertou a trave de Cristiano aos 8min com uma cabeçada de Diego Souza (que se chocou no travessão e no pé do poste) e fez o primeiro aos 17min: quando recebeu passe de Cleiton Xavier na área, o camisa 7 teve tranquilidade para esperar a definição do goleiro e dar um toque rasteiro para inaugurar o placar.

Mas toda a sintonia que Cleiton e Diego tiveram no primeiro gol não foi demonstrada pela defesa alviverde nos minutos seguintes. Em duas “cochiladas” em um curto intervalo de tempo, o Palmeiras cedeu a virada: Alex Terra empatou aos 20min de carrinho, após cruzamento rasteiro de Jobinho – que havia recebido livre na esquerda. Aos 22min, Romarinho apareceu sozinho dentro da área para chutar cruzado para o fundo das redes de Marcos.

O Rio Branco, que iniciou a rodada como o pior ataque do campeonato (havia marcado apenas 14 vezes em 15 jogos), deixou o time palmeirense abalado logo após a virada. Entretanto, uma boa jogada de ataque recolocou os pupilos de Antônio Carlos na partida. Aos 33min, após uma troca de passes na entrada da área, Ewerthon tabelou com Robert e chutou forte para igualar o marcador. O time paulistano quase comemorou o terceiro gol aos 42min, mas o grito ficou engasgado quando o chute de Eduardo bateu na trave.

Antônio Carlos tentou deixar o time mais ofensivo ao sacar o lateral Eduardo e colocar o meia Lincoln no intervalo. A equipe, porém, não correspondeu da forma esperada. Lesionado, Ewerthon deu lugar a Lenny, que também pouco conseguiu fazer. A última alteração de Zago foi sacar Robert, artilheiro palmeirense no Paulista, e promover a estreia do jovem Vinícius, 16 anos.

Nenhuma das três mudanças do ex-zagueiro surtiu efeito – para piorar, Lenny deixou o gramado nos momentos finais contundido. O Palmeiras continuou tendo problemas para armar jogadas no campo de ataque e pouco incomodou o goleiro Cristiano com finalizações sem força ou direção.

Ao Rio Branco, satisfeito com o resultado, coube se segurar atrás e explorar os contragolpes, que não vieram. Maurim chegou a ser expulso aos 43min do segundo tempo por falta dura em Diego Souza, mas o placar seguiu inalterado até o quinto minuto de acréscimo e ambos os clubes somaram um ponto.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.