Twitter RSS
Close

Palmeiras 2 x 1 Flamengo – 27/11/2021

O jogador Deyverson comemora o gol do título. Foto: Cesar Greco

TRI-CAMPEÃO DA AMÉRICA!!!

Trezentos e um dias depois de conquistar o Bi diante do Santos, no Maracanã, o Palmeiras entrou em campo tentando o tricampeonato da Libertadores contra o Flamengo no Estádio Centenário, em Montevidéu.

Depois de eliminar o São Paulo nas quartas de final – quebrando o tabu de nunca ter vencido o rival na competição continental, e de passar pelo Atlético-MG, que fez a melhor campanha geral da fase de grupos, o Verdão tinha pela frente o Flamengo, adversário que não vencia desde 2017.

Com a bola rolando, o Palestra abriu o marcador logo aos 5 minutos de jogo e dominou o primeiro tempo.

O adversário cresceu na etapa complementar e empatou a partida levando para a prorrogação.

Deyverson saiu do banco para marcar o gol do título aos 4 minutos do complemento.

Jogo único válido pela final da Libertadores 2021.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio Centenário, Montevidéu (URU)
Data: 27/11/2021, sábado
Horário: 17h00 (de Brasília)
Árbitro: Nestor Pitana (ARG)
Assistentes: Juan Belatti (ARG) e Gabriel Chade (ARG)
Público: –
Renda: –
Cartões amarelos: Piquerez, Gustavo Gómez, Abel Ferreira, Felipe Melo (PAL); Rodrigo Caio, Gabigol, Arrascaeta (FLA)
Gols: Palmeiras: Raphael Veiga, aos 5 minutos do primeiro tempo, e Deyverson, aos 4 minutos do primeiro tempo da prorrogação
Flamengo: Gabriel, aos 26 minutos do segundo tempo

Palmeiras: Weverton; Mayke (Gabriel Menino), Luan, Gómez e Piquerez (Felipe Melo); Danilo (Patrick de Paula), Zé Rafael (Danilo Barbosa) e Raphael Veiga (Deyverson); Gustavo Scarpa, Dudu (Wesley) e Rony
Técnico: Abel Ferreira

Flamengo: Diego Alves, Isla (Matheuzinho), Rodrigo Caio, David Luiz e Filipe Luis (Renê); Willian Arão, Andreas Pereira (Pedro) e Arrascaeta (Vitinho); Everton Ribeiro (Michael), Gabigol e Bruno Henrique (Kenedy)
Técnico: Renato Gaúcho

Lance!, Globo Esporte.

Elenco da partida final da Copa Libertadores no Estádio Centenário. (Foto: Cesar Greco)
O Palmeiras levantou a taça da Libertadores pela terceira vez na história (Foto: Cesar Greco/Palmeiras)

Por Eduardo Luiz
27/11/2021, 19h55

Raphael Veiga fez o gol do empate em 1 a 1 no tempo regulamentar; na prorrogação, Deyverson fez o gol do título. Palmeiras se consolida como maior clube brasileiro da competição continental.

Primeiro tempo

Sem Felipe Melo entre os titulares e com Mayke substituindo Marcos Rocha, o Palmeiras iniciou o jogo mais ligado que o Flamengo. Aos 5 minutos a defesa roubou a bola, Gómez lançou Mayke nas costas de Filipe Luís, o lateral avançou, percebeu e infiltração de Raphael Veiga e fez o passe para o meia chegar finalizando: 1 a 0.

A frente no placar com um gol muito cedo, o Verdão mudou um pouco a postura, recuando a linha de marcação. Aos 16 minutos, numa pane do sistema defensivo, Bruno Henrique recebeu livre na área, fintou Luan e quando se preparava para finalizar foi desarmado por Mayke. Aos 18, Arrascaeta fintou Danilo e colocou na cabeça de Gabriel, que escorou para fora.

Jogando nos contra-ataques, o Palmeiras teve a chance para ampliar a vantagem aos 28 minutos: Raphael Veiga foi à linha de fundo e cruzou; Rodrigo Caio cortou de cabeça e só não fez gol contra porque a bola ganhou efeito. Aos 30, o Flamengo perdeu um titular por lesão: Filipe Luís deu lugar a Renê.

Aos 34 minutos Rony cometeu falta boba em David Luiz na entrada da área; Andreas Pereira cobrou e carimbou a barreira. Na sobra, Everton Ribeiro isolou. No lance seguinte Raphael Veiga roubou a bola na intermediária, avançou sozinho até a entrada da área de onde chutou fraco, fácil para Diego Alves. O último lance de perigo do primeiro tempo foi do Flamengo: Arrascaeta tabelou com Bruno Henrique pelo alto e finalizou de voleio, parando em ótima defesa de Weverton.

Segundo tempo

Os dois times voltaram para a etapa final sem mudanças. Atrás no marcador, o Flamengo esboçou uma pressão inicial. Em dois minutos foram duas finalizações de perigo, a primeira com Gabriel, que parou em Weverton, a segunda com William Arão, de cabeça, após cobrança de escanteio. A bola tirou tinta da trave.

A resposta do Verdão veio aos 7 minutos: Piquerez deu bom passe vertical para Rony ajeitar e bater buscando o ângulo esquerdo de Diego Alves, que foi buscar. Aos 10 minutos Andreas Pereira levantou na área, David Luiz aproveitou vacilo de Piquerez, dominou e tentou cruzar, mas Weverton fechou bem o ângulo. Aos 14, depois de mais uma cobrança de escanteio, Bruno Henrique finalizou e quase empatou.

Aos 16 minutos Mayke cruzou e Rony finalizou de bicicleta, fraco, nas mãos do goleiro. Aos 20, Dudu fez jogada individual, foi à linha de fundo e cruzou para Rony, mas Rodrigo Caio se antecipou e evitou a conclusão do camisa 7. Aos 24 minutos Danilo, cansado, deu lugar a Patrick de Paula. Aos 25, Dudu pedalou pra cima da marcação e bateu de canhota, para fora.

Num raro vacilo do sistema defensivo alviverde, o Flamengo chegou ao empate. Aos 26 minutos Gabriel e Arrascaeta tiveram liberdade para tabelar, o atacante invadiu a área nas costas de Mayke e chutou forte no canto onde Weverton estava, e a bola entrou: 1 a 1. Após sofrer o gol, o técnico Abel Ferreira promoveu duas alterações, primeiro trocou Zé Rafael por Danilo Barbosa, depois Dudu por Wesley.

Nos minutos finais do segundo tempo o Flamengo manteve a posse de bola. E aos 40, teve uma ótima oportunidade para fazer o gol da virada. Michael aproveitou vacilo de Piquerez, que não cortou lançamento, dominou na área e bateu cruzado, rente à trave direita de Weverton. Com 1 a 1 no placar, a decisão foi para a prorrogação.

Prorrogação

Com cãibras, Raphael Veiga não conseguiu voltar pro tempo extra. Deyverson entrou em seu lugar. Aos 2 minutos, Patrick de Paula arriscou da entrada da área, para fora. Aos 4, Andreas Pereira errou domínio fácil na frente de Deyverson, que ficou com a bola e na saída de Diego Alves fez 2 a 1.

Novamente atrás no placar, o Flamengo voltou a tentar uma pressão. Aos 6 minutos Gabriel recebeu de Kenedy e chutou por cima. Aos 8, Matheuzinho bateu cruzado, à direita de Weverton. Foi o último lance do primeiro tempo.

O Verdão voltou para o segundo tempo da prorrogação com Gabriel Menino na vaga de Mayke. Aos 5 minutos, num contra-ataque de 2 contra 1, Danilo Barbosa errou passe fácil para Deyverson. No minuto seguinte outro jogador saiu extenuado: Piquerez deu lugar a Felipe Melo.

Com mais posse de bola, o Flamengo não encontrava espaços para superar a marcação Palmeirense. Aos 10, Kenedy arriscou de média distância, sem direção. Aos 11 minutos foi a vez de Pedro tentar, mas ele também errou o alvo. Aos 14, num contra-ataque, Danilo Barbosa chegou a balançar a rede, mas pelo lado de fora.

Nos exagerados 3 minutos de acréscimo o Verdão conseguiu manter o Flamengo distante da sua meta e depois foi só correr para o abraço.

É CAMPEÃO!!
É TRICAMPEÃO DA AMÉRICA!!
É O MAIOR CAMPEÃO DO BRASIL E O MAIOR TIME BRASILEIRO DO CONTINENTE!!

De ressaca pelo título, o Palmeiras volta a campo já na terça-feira (30/11) para enfrentar o Cuiabá, fora de casa. O jogo será disputado às 22h.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.