Twitter RSS
Close

Santos 0 x 2 Palmeiras – 07/11/2021

O jogador Raphael Veiga, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do Santos FC, durante partida válida pela trigésima rodada, do Campeonato Brasileiro, Série A, no estádio da Vila Belmiro. (Foto: Cesar Greco)

Vindo de 4 vitórias seguidas o Palestra foi até Santos para enfrentar a equipe local, que figura na parte de baixo da tabela, com o propósito de vencer para manter-se nas primeiras colocações.

A boa atuação do Verdão superou até alguns erros da arbitragem e a vitória veio ao natural.

Com o resultado positivo o time de Abel Ferreira engata a 5ª vitória seguida no Brasileirão e vai a 55 pontos, reassumindo provisoriamente a vice-liderança (o Flamengo, que tem 53, visitará a Chapecoense na segunda-feira).

Jogo válido pela 30ª rodada do Brasileirão 2021.

FICHA TÉCNICA

Local: Vila Belmiro, Santos (SP)
Data: 07/11/2021, domingo
Horário: 16h00 (de Brasília)
Árbitro: Raphael Claus (SP)
Assistentes: Danilo Ricardo Simon Manis (SP) e Daniel Luis Marques (SP)
Público: 13.165 pagantes
Renda: R$ 211.980,00
Cartões amarelos: Madson e Raniel (SAN); Zé Rafael e Gustavo Gómez (PAL)
Gols: Rony, aos 43 minutos do primeiro tempo, e Raphael Veiga, aos 26 minutos do segundo

Santos: João Paulo; Danilo Boza, Robson (Sanchez) e Emiliano Velázquez (Wagner Leonardo); Madson (Pará), Vinicius Zanocelo, Felipe Jonatan, Marcos Guilherme (Pirani)) e Lucas Braga; Marinho e Raniel (Ângelo)
Técnico: Fábio Carille

Palmeiras: Weverton; Marcos Rocha, Luan, Gómez e Piquerez; Danilo, Zé Rafael (Danilo Barbosa) e Raphael Veiga (Breno Lopes); Dudu (Willian), Scarpa (Patrick de Paula) e Rony (Deyverson)
Técnico: Abel Ferreira

Lance!Globo Esporte.

Por Eduardo Luiz
07/11/2021, 17h52

Gols da quinta vitória seguida do time no Brasileirão foram marcados por Rony e Raphael Veiga; Palmeiras chega a 55 pontos e reassume provisoriamente a vice-liderança.

Primeiro tempo

Apenas com Danilo de novidade no time titular – entrou na vaga de Felipe Melo, poupado, o Palmeiras iniciou o jogo vendo o Santos tomar a iniciativa. Aos 4 minutos Lucas Braga chutou da entrada da área, nas mãos de Weverton. Aos 11, Madson cruzou para Raniel, que ganhou disputa com Gómez e chutou para fora, rente à trave.

Após o começo melhor do rival, o clássico deu uma esfriada e só voltou a esquentar a partir da metade do primeiro tempo. Aos 23 minutos Scarpa cobrou escanteio, Zé Rafael fez a casquinha no primeiro pau e Rony chegou atrasado no segundo. Aos 29, Raphael Veiga meteu por entre as pernas de Marcos Guilherme mas na sequência chutou fraco, fácil para o goleiro.

Já melhor em campo, o Verdão teve outra boa chance aos 32 minutos: Piquerez cruzou e Rony resvalou à esquerda de João Paulo. Aos 38, Raphael Claus inventou una falta de Scarpa na entrada da área e Marinho cobrou por cima da barreira; Weverton tirou com os olhos. No lance seguinte o Palmeiras abriu o placar: Weverton lançou, Dudu ganhou de Madson e cruzou para Rony chutar no canto direito do goleiro: 1 a 0. Claus, no entanto, assinalou falta de Dudu – a bola bateu em seu cotovelo de costas enquanto sofria carga do adversário. Um escárnio.

Mostrando o lado mental forte que o técnico Abel Ferreira tanto cobra, o Verdão seguiu superior e fez outro gol logo na sequência, aos 43 minutos: Dudu deu lindo passe para Raphael Veiga que repetiu o camisa 7 com uma bela assistência para Rony: 1 a 0. Esse não teve como Claus anular. Antes da etapa inicial terminar ainda deu tempo para mais uma finalização alviverde: aos 44, Dudu arriscou de fora da área, à direita do goleiro.

Segundo tempo

O segundo tempo começou com o Santos criando uma grande chance: aos 3 minutos Vinícius Zanocelo chutou forte, por baixo, e Weverton fez uma defesa espetacular. A resposta do Palmeiras foi imediata: aos 4, Rony e Scarpa puxaram contra-ataque de 2 contra 1; o atacante tocou para o meia que devolveu para o camisa 7 fazer o gol, mas em impedimento. Aos 8 minutos Dudu deu bom passe para Danilo e o volante isolou.

Novamente melhor em campo, o Verdão quase ampliou o placar aos 10 minutos: Raphael Veiga lançou Rony, o atacante fintou o zagueiro e chutou por cima do travessão. Aos 14, Danilo fez falta boba perto da área, mas Marinho cobrou mal. Dois minutos depois Lucas Braga arriscou de fora da área, a bola resvalou em Marcos Rocha e carimbou a trave esquerda de Weverton.

O Palmeiras reagiu bem ao susto: aos 17, Raphael Veiga soltou a bomba da entrada da área e João Paulo fez ótima defesa. Aos 22 minutos foi a vez de Scarpa tentar a sorte de média distância, mas o chute saiu fraco. Aos 26, Piquerez roubou a bola na intermediária e deu início a um contra-ataque fatal; o uruguaio tocou para Dudu e recebeu de volta na linha de fundo para cruzar para Rony, que percebeu Veiga livre ao seu lado e fez o passe: o camisa 20 acertou um lindo chute no ângulo direito do goleiro: 2 a 0.

Dois minutos depois de sofrer o segundo gol o Santos tentou reagir: Felipe Jonatan cruzou para Marinho ganhar de Luan e escorar para fora. Depois desse lance, percebendo a apatia dos donos da casa, Abel começou a rodar o elenco. Aos 29 ele trocou Scarpa e Veiga por Patrick de Paula e Breno Lopes, respectivamente. Dez mais tarde foi a vez de Zé Rafael e Rony darem lugar a Danilo Barbosa e Deyverson. Pouco depois Willian substituiu Dudu.

Antes da partida terminar cada time criou uma boa chance, o Palmeiras aos 47 com Deyverson – o chute do atacante passou perto do travessão, o Santos aos 48 com Lucas Braga, que exigiu boa defesa de Weverton. Com o resultado positivo o time de Abel Ferreira engata a 5ª vitória seguida no Brasileirão e vai a 55 pontos, reassumindo provisoriamente a vice-liderança (o Flamengo, que tem 53, visitará a Chapecoense na segunda-feira).

O Verdão volta a campo às 20h30 de quarta-feira (10/11) para enfrentar o Atlético-GO, no Allianz Parque.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.