Twitter RSS
Close

Independiente Del Valle 0 x 1 Palmeiras – 11/05/2021

O jogador Raphael Veiga, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do CSD Independiente Del Valle, durante partida válida pela fase de grupos, da Copa Libertadores, no estádio Rodrigo Paz Delgado. (Foto: Cesar Greco)

Após classificar-se para as quartas do estadual, o Palestra foi para a altitude de Quito visitar a equipe do Del Valle que jamais havia perdido em casa na Libertadores.

Com o time bem postado e um sistema defensivo consistente, o Verdão não dava chances ao adversário e tentava explorar os contra-ataques.

Aos 42′ da etapa inicial numa jogada de velocidade, Luiz Adriano foi atropelado pelo goleiro equatoriano: pênalti. Raphael Veiga converteu.

No segundo tempo os comandados de Abel Ferreira mantiveram a consistência defensiva e seguraram a pressão adversária.

Com a vitória na altitude de Quito, o Palmeiras chega a 12 pontos, mantém os 100% de aproveitamento no Grupo A e confirma com duas rodadas de antecedência a vaga nas oitavas de final da Libertadores.

Jogo de volta válido pela 4ª rodada da fase de grupos da Libertadores 2021.

FICHA TÉCNICA

Local: Estádio Casa Blanca, Quito (EQU)
Data: 11/05/2021, terça-feira
Horário: 21h30 (de Brasília)
Árbitro: Jesus Valenzuela (VEN)
Assistentes: Lubin Torrealba (VEN) e Tulio Moreno (VEN)
Público: (portões fechados)
Renda: –
Cartões amarelos: Landázuri, Pedro Vite e Ramírez (DEL); Patrick de Paula, Felipe Melo (PAL)
Gol: Raphael Veiga, aos 42 minutos do primeiro tempo

Independiente del Valle: Ramírez; Landázuri (Escobar), William Pacho, Schunke; José Hurtado, Pellerano (Bryan García), Favarelli, Pedro Vite (Montenegro), John Sánchez (Guerrero); Murillo e Christian Ortiz
Técnico: Renato Paiva

Palmeiras: Weverton; Luan, Gómez e Renan; Marcos Rocha, Felipe Melo (Gustavo Scarpa), Patrick de Paula (Patrick de Paula), Raphael Veiga (Mayke), Victor Luis; Rony e Luiz Adriano (Danilo Barbosa)
Técnico: Abel Ferreira

Lance!Globo EsporteTerra Esportes.

Por Eduardo Luiz
11/05/2021, 23h27

Raphael Veiga, de pênalti, fez o gol da vitória no Equador; classificação para o mata-mata da competição continental veio com duas rodadas de antecedência.

Primeiro tempo

Com Victor Luis e Felipe Melo de titulares mesmo com Viña e Danilo à disposição, o Palmeiras iniciou o jogo cedendo a posse de bola ao Del Valle e se defendendo com uma linha de 5 jogadores, o que o técnico do adversário já previa que aconteceria. Diante desse cenário, o time da casa apenas rondava a área alviverde, mas sem conseguir infiltrar.

Esperando por um vacilo para dar o bote, o Verdão teve a primeira chance aos 13 minutos, quando Raphael Veiga percebeu o goleiro muito adiantado e tentou encobri-lo do meio-campo, mas o chute saiu fraco. Já a primeira “chance” do Del Valle surgiu apenas aos 20 minutos, e foi com um recuo de Marcos Rocha para Weverton, dando um leve susto na torcida.

Aos 33 minutos, para proteger o rosto de um chute, Felipe Melo acabou colocando a mão na bola na entrada da área. Falta marcada e cobrada por Ortíz, por cima do travessão. Aos 41, num raro ataque que não acabou em impedimento, o Palmeiras conseguiu um pênalti: Patrick de Paula enfiou para Luiz Adriano e o atacante foi atropelado pelo goleiro. Raphael Veiga abstraiu o péssimo histórico recente dos companheiros e cobrou com categoria para fazer 1 a 0.

Nos minutos restantes da etapa inicial o panorama do jogo seguiu o mesmo: o Del Valle mantinha a posse de bola e o Palmeiras se defendia com um ônibus na entrada da área. Aos 43, Hurtado resolveu arriscar de fora da área e mandou direto nas mãos de Weverton.

Segundo tempo

O Palmeiras voltou para o segundo tempo sem mudanças, táticas ou técnicas. Já o Del Valle, por pura necessidade, passou a ser mais incisivo. Aos 5 minutos Murillo foi lançado na área mas escorou torto de cabeça, para fora. Para tentar conter a evolução do adversário, aos 18 minutos o técnico Abel Ferreira trocou Luiz Adriano por Danilo Barbosa.

Aos 22 minutos Murillo arriscou da entrada da área, por cima. Aos 25 a primeira investida do Verdão na etapa final: Rony foi lançado, deu um lindo drible de corpo no zagueiro e como não tinha com quem jogar, chutou rasteiro, sem ângulo, para boa defesa do goleiro. No minuto seguinte mais uma mexida de Abel: Patrick de Paula deu lugar a Danilo.

Jogando no erro do adversário, o Palmeiras quase conseguiu o segundo gol aos 32 minutos após rebote do goleiro na cabeça de Danilo Barbosa; a bola saiu rente à trave. Aos 34, Vite experimentou da entrada da área, a bola bateu em Luan e saiu em escanteio, que não resultou em nada.

Em busca do empate, o time da casa teve outra boa chance aos 37 minutos, após mais uma falta de mão não bola de Felipe Melo na entrada da área. Vite cobrou rente ao travessão. Aos 40, após cruzamento, Montenegro escorou de cabeça tentando o contrapé de Weverton, mas errou o alvo.

Sem conseguir chegar na base da troca de passes – sua marca registrada, o Del Valle arriscava de fora da área. Aos 42 foi a vez de Faravelli tentar a sorte, sem sucesso. Para ganhar tempo e ao mesmo tempo renovar o fôlego do time, aos 43 Abel Ferreira promoveu mais duas alterações: Raphael Veiga por Scarpa, e Felipe Melo por Mayke.

Aos 45 minutos Bryan García soltou a bomba de média distância e fez Weverton praticar linda defesa. Nos exagerados 5 minutos de acréscimo o time da casa seguiu rondando a área alviverde, mas não conseguiu criar mais nada.

Com a vitória na altitude de Quito, o Palmeiras chega a 12 pontos, mantém os 100% de aproveitamento no Grupo A e confirma com duas rodadas de antecedência a vaga nas oitavas de final da Libertadores.

Na sexta-feira (14/5), às 19h30, o Verdão enfrenta o Red Bull Bragantino em Bragança Paulista pelo jogo único das quartas de final do Campeonato Paulista.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.