Twitter RSS
Close

Alianza Lima (PER) 1 x 3 Palmeiras – 03/05/2018

2018-05-04t012846z_510318085_rc189addf5e0_rtrmadp_3_soccer-libertadores
Foto: Reuters

Já garantido nas oitavas de final da competição fomos a Lima com um mistão almejando pelo menos um empate. E foi mais que suficiente.

Jogando com bastante intensidade e não dando chances aos donos da casa fizemos uma partida segura e o resultado foi consequência.

O foco agora volta-se ao campeonato nacional para nos mantermos entre os líderes.

Jogo de volta válido pela 5ª rodada da fase de grupos da Libertadores 2018.

Gols, melhores momentos, jogo completo.

FICHA TÉCNICA
ALIANZA LIMA-PER 1 X 3 PALMEIRAS

LOCAL: Estádio Alejandro Villanueva, em Lima (Peru)
DATA: 03 de maio de 2018, quinta-feira
HORÁRIO: 21h30 (de Brasília)
ÁRBITRO: Gery Vargas (URU)
ASSISTENTES: Edwaar Saavedra e Jose Antelo (URU)
CARTÕES AMARELOS: Garro, Qevedro, Duclós e Velarde (ALIANZA); Luan (PALMEIRAS)
GOLS: Willian (19′ do 1ºT) (0-1), Hyoran (31′ do 2ºT) (0-2), Borja (21′ do 2ºT) (0-3); Cruzado (26′ do 2ºT) (1-3)

ALIANZA LIMA: Campos; Garro, Miguel Araujo, Fuentes e Duclós; Tomás Costa e Vilchez (Lemos, aos 9’/2ºT); Cruzado (Ferreyra, aos 36’/2ºT), Hohberg e Velarde (Pósito, aos 14’/2ºT); Quevedo. TÉCNICO: Pablo Bengoechea.

PALMEIRAS: Jailson; Mayke, Luan (Emerson Santos, aos 43’/2ºT), Thiago Martins e Victor Luís; Thiago Santos, Tchê Tchê e Moisés; Hyoran (Diogo Barbosa, aos 46’/2ºT), Willian e Borja (Deyverson, aos 35’/2ºT). TÉCNICO: Roger Machado.

100% em Lima na Libertadores, Palmeiras leva vantagem histórica sobre Alianza

Bruno Alexandre Elias
Departamento de Comunicação
03/05/2018 – 12h00

O Palmeiras enfrentará o Alianza Lima-PER pela nona vez em sua história. Nas outras oito ocasiões em que os caminhos dos dois times se encontraram, o Verdão venceu sete e foi superado em uma única oportunidade, marcando 20 gols contra apenas oito sofridos. A primeira vez em que as duas equipes se enfrentaram foi no ano de 1960, quando o Verdão bateu o rival do país vizinho pela contagem de 4 a 2, com gols de Nardo, Parada (duas vezes) e Américo Murolo.

Pela Libertadores, antes de 2018, os dois times já haviam se encontrado: o fato ocorreu em 1979, e o Verdão levou a melhor nas duas partidas válidas pelo Continental naquela ocasião, vencendo por 4 a 2 no Estádio Nacional, do Peru, e por 4 a 0 no Palestra Italia.

Palco do encontro entre Alianza e Palmeiras nesta noite, a cidade de Lima já recebeu o Verdão em quatro oportunidades anteriores, sendo que o time alviverde venceu as quatro. Além disso, a capital peruana é a metrópole em que o Maior Campeão do Brasil mais fez gols como visitante ao longo de sua história na Libertadores: foram 15 ao todo.

Considerando apenas confrontos contra equipes peruanas, incluindo a Seleção e combinados locais, foram 42 embates disputados, com histórico também favorável ao Palmeiras: 28 vitórias, seis empates e oito derrotas (o Maior Campeão do Brasil balançou as redes em 95 ocasiões e foi vazado em outras 43 oportunidades).

Ao todo, o Peru recebeu 36 partidas do Palmeiras. Quando atuar na noite desta quinta-feira (03), diante do Alianza Lima, o Verdão chegará a 37 partidas na nação vizinha, números que farão do Peru o maior palco estrangeiro de jogos do Alviverde, ao lado da Argentina, nação na qual o time palestrino atuou por 37 vezes.

Palmeiras bate Alianza Lima por 3 a 1 no Continental e segue invicto na competição

Departamento de Comunicação
03/05/2018 – 23h22

O Palmeiras visitou o Alianza Lima-PER no estádio Alejandro Villanueva, em Lima (Peru), na noite desta quinta-feira  (03). O duelo foi valido pela 5ª rodada da fase de grupos da Conmebol Libertadores, e o Verdão, que entrou em campo já com a classificação garantida (desde o triunfo sobre o Boca Juniors, no La Bombonera, em 25/04), manteve seu retrospecto invicto no torneio continental, superando o adversário por 3 a 1, com gols marcados por Willian, Hyoran e Borja.

A campanha invicta do Alviverde, lider do Grupo 8 com 13 pontos, foi construída com os seguintes resultados: vitória sobre o Junior Barranquilla-COL fora de casa (3 a 0), triunfo sobre o Alianza Lima-PER como mandante (2 a 0), empate com o Boca Juniors também com o mando de campo a seu favor (1 a 1), vitória diante do Boca Juniors com mando do adversário (2 a 0) e, agora, nova vitória sobre o Alianza Lima, no Peru (3 a 1).

O triunfo do Alviverde diante do Alianza Lima-PER, por 3 a 1, nesta quinta-feira (03), no Alejandro Villanueva, fez com que o Verdão mantivesse uma marca positiva: o time segue como a agremiação que possui o maior número de vitórias fora de casa na Libertadores. Agora são 31, uma a mais do que o Cruzeiro, com quem antes o Alviverde dividia a primeira posição após o time mineiro ter vencido o Vasco por 4 a 0. De quebra, o Verdão ampliou outro recorde que já era seu: o time brasileiro com mais bolas na rede como visitante na Libertadores, agora com 120 tentos anotados.

Vale lembrar que o Verdão possui muita tradição quando o assunto é Libertadores, sendo o clube brasileiro que acumula mais edições disputadas: são 18 ao todo, assim como Grêmio e São Paulo. Além disso, o Alviverde foi o primeiro brasileiro a ter sido finalista da Libertadores, em 1961, quando enfrentou o Peñarol-URU e ficou com o vice-campeonato.

Estas 18 edições disputadas pelo Palmeiras abrangem um total de 167 partidas (87 vitórias, 32 empates e 48 derrotas), com 298 gols marcados contra 191 sofridos – já computando o resultado do jogo desta quinta-feira, diante do Alianza Lima.

Campeão da Libertadores em 1999, o Alviverde, ao longo de sua trajetória na competição, já contou com quatro artilheiros no mais importante torneio das Américas: Tupãzinho (1968, com 11 gols), Lopes (em 2001, com nove gols), Marcinho e Washington (ambos em 2006, com cinco gols cada um).

O Palmeiras conta com cinco atletas campeões da Libertadores em seu elenco. São eles: Edu Dracena (foto), pelo Santos, Marcos Rocha, pelo Atlético Mineiro, Willian, pelo Corinthians, e Miguel Borja e Alejandro Guerra, ambos pelo Atlético Nacional-COL.

Além disso, a partida entrou para a história para alguns jogadores em especial. Emerson Santos, por exemplo, se lembrará para sempre deste dia por ter sido nele em que fez sua estreia com a camisa do Palmeiras, enquanto Hyoran jogou pela primeira vez como titular do time desde que chegou ao clube, em 2017. Já o colombiano Miguel Borja marcou um gol e continua sendo o artilheiro do Verdão na temporada, agora com dez gols, sendo também o artilheiro da equipe na Libertadores, com três bolas na rede.

O time de Roger Machado ainda irá receber a equipe do Junior Barranquilla-COL, no Allianz Parque, em 16 de maio, pela 6ª e derradeira rodada da primeira fase da mais importante competição das Américas. Antes disso, o Verdão tem compromisso por Brasileirão e Copa do brasil, totalizando três jogos, ambos como visitante: diante do Atlético-PR (pelo Brasileiro, no dia 06/05, às 16h), contra o América-MG (pela Copa do Brasil, no dia 09/05, às 19h30) e frente o Corinthians (pelo Brasileiro, no dia 13/05, às 16h).

O jogo

O Palmeiras foi a campo com novidades como Mayke (lateral-direito), Luan (zagueiro), Victor Luis (lateral-esquerdo), Thiago Santos (volante), Tchê Tchê (meia) e Hyoran (atacante) no time titular. A Partida começou pegada, típica de um duelo de Libertadores, mas não demorou muito para que o Alviverde mostrasse sua superioridade em campo.

Mesmo com as opções do técnico Roger Machado, o Palmeiras mostrou seu ímpeto e abriu o placar logo aos 19 minutos de jogo, com Willian, após receber de Moisés, em jogada trabalhada anteriormente por Thiago Santos e Borja. De pé direito, dentro da área, o camisa 29 deixou sua marca. (Alianza Lima 0x1 Palmeiras)

O Verdão não tirou o pé com a vantagem imposta, e aos 31 minutos aumentou a contagem para 2 a 0. Hyoran, pela primeira vez como titular desde que está no Palmeiras, marcou um belo gol após receber de Moisés, que deu sua segunda assistência no duelo. (Alianza Lima 0x2 Palmeiras)

Com determinação e ditando a cadência do duelo, o Verdão encerrou sua participação no priemiro tempo chegando até a assustar o adversário mais vezes, como o chute de Hyoran, que carimbou o travessão do rival. O Alviverde fez grandes jogadas, ativando seu meio de campo, principalmente com Moisés, que se mostrava em noite inspirada, articulando ótimos lances. Além disso, a defesa trabalhou em sintonia perfeita com os outros setores do campo, sempre com o apoio dos laterais Mayke e Victor Luis.

Para a segunda etapa, o Maior Campeão do Brasil voltou sem alterações. O jogo chegou a ficar ligeiramente mais frio nos primeiros minutos após as equipes voltarem do vestiário. Mas o gol de Borja, aos 21 minutos do segundo tempo, reacendeu a partida: o colombiano recebeu passe de Mayke e não perdoou. (Alianza Lima 0x3 Palmeiras)

O time da casa ainda conseguiu diminuir o resultado adverso convertendo um pênalti marcado aos 26 minutos. Para a cobrança, partiu o jogador Cruazdo, que não deu chances para que Jailson defendesse. (Alianza Lima 1×3 Palmeiras)

No Verdão, ainda entraram Deyverson no lugar de Borja (aos 35), Emerson Santos no lugar de Luan (aos 43) e Diogo Barbosa no lugar de Hyoran (aos 46), improvisado no meio de campo. Apesar das criações e do domínio total do Palmeiras, o duelo se encerrou mesmo com o placar de 3 a 1, e o Verdão segue invicto no certame.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.