Twitter RSS
Close

Palmeiras 2 x 0 Libertad (PAR) – 20/01/2016

24214263680_827127655e_o
MONTEVIDÉU, C – 20.01.2016: PALMEIRAS X LIBERTAD – O jogador Moises, da SE Palmeiras, comemora seu gol contra a equipe do Club Libertad (PAR), durante partida válida pela Copa Antel, no estádio Centenário. (Foto: Cesar Greco / Fotoarena)

Começo de temporada (até que enfim) elenco ainda se conhecendo e sem muito entrosamento mesmo com 2 ou 3 semandas de treinos.

Vitória importante para começar com o pé direito. O importante é observar e corrigir os pontos que merecem atenção. Não vou cornetar já no primeiro jogo.

Jogo válido como semifinal do quadrangular da Copa Antel.

FICHA TÉCNICA
LIBERTAD (PAR) 0 X 2 PALMEIRAS

ESTÁDIO: Centenário (URU)
DATA: 20/1/16 – 19h30
ÁRBITRO: Andres Cunha
ASSISTENTES: Horacio Ferrero e Javier Castrol
CARTÃO AMARELOS: Molinas (Libertad)
GOLS: Allione, aos 36’/2ºT (0-1); Moisés, aos 45’/2ºT (0-2)

LIBERTAD: Muñoz; Moreira, Balbuena, Benítez e Báez; Molinas, Aquino, Salcedo e Leichtweis (Medina – 22’/2ºT); Zeballos (Recalde – 17’/2ºT) e Salcedo (Maidana – 33’/2ºT). Técnico: Eduardo Rivera.

PALMEIRAS: Fernando Prass; Lucas, Edu Dracena, Leandro Almeida e Zé Roberto; Arouca (Moisés – 20’/2ºT), Matheus Sales (Thiago Santos – 35’/2ºT), Robinho (Allione – 26’/2ºT), Dudu e Gabriel Jesus (Erik – 18’/2ºT); Alecsandro (Cristaldo – 20’/2ºT). Técnico: Marcelo Oliveira.

Palmeiras encara Libertad-PAR pela sexta vez na história; relembre confrontos

Felipe Krüger
Departamento de Comunicação
20/01/2016 – 11:45h

A partida de estreia do Palmeiras na Copa Antel, torneio amistoso disputado na cidade de Montevidéu, no Uruguai, será contra o paraguaio Libertad. A equipe alvinegra já cruzou o caminho alviverde em outras cinco oportunidades e contribuiu com momentos importantes da história palestrina.

Além do retrospecto de resultados contra o time paraguaio ser favorável – são duas vitórias, dois empates e apenas um revés –, o clube, no primeiro confronto da história com o Verdão, em fevereiro de 1938, se tornou a primeira equipe do Paraguai a disputar uma partida em território brasileiro. O jogo terminou 2 a 2.

Já no segundo duelo entre o escrete palestrino e Libertad-PAR, em 1942, o rival estrangeiro ficou marcado como primeiro clube de fora do país a enfrentar o Verdão depois da mudança de nome – de Palestra Italia para Palmeiras. Desta vez, o Alviverde venceu por 4 a 2.

No terceiro confronto, empate em 3 a 3, em partida amistosa disputada no estádio do Pacaembu, na cidade de São Paulo. O quarto jogo foi o primeiro válido por uma competição oficial, em 2013, pela Copa Libertadores. Disputada no Paraguai, a partida terminou com vitória dos donos da casa por 2 a 0.  No quinto e mais recente encontro, o Verdão deu o troco, também pela competição continental, e venceu por 1 a 0.

 

Reforços se destacam e Palmeiras inicia temporada com vitória sobre Libertad

João Abel

Departamento de Comunicação
20/01/2016 – 21:32h

Em preparação para a temporada, o Palmeiras começou 2016 com vitória por 2 a 0 diante do Libertad-PAR, no estádio Centenário, em Montevidéu, na noite desta quarta-feira (20). O triunfo garantiu a vaga do Verdão na final da Copa Antel, torneio de verão que ainda conta com os uruguaios Nacional e Peñarol, possíveis adversários na decisão.

Os gols do Verdão foram anotados pelo argentino Allione e o novo reforço Moisés, que atuou pela primeira vez com a camisa alviverde. Além dele, também exibiram bom futebol os estreantes Edu Dracena, que demonstrou segurança e experiência na defesa, e Erik, que deu assistência para o primeiro tento da partida.

O jogo

Ainda em ritmo de pré-temporada, os primeiros minutos do duelo foram de poucas oportunidades de gol, apesar da boa movimentação das duas equipes. Com maior desenvoltura técnica, o Palmeiras foi o primeiro a ameaçar, aos 16 minutos, quando Robinho cobrou falta na área e Dracena cabeceou para boa defesa de Muñoz.

Buscando equilibrar as ações da partida, o Libertad apostou na forte marcação no campo de defesa palmeirense. Aos 34, Salcedo dominou na intrmediária e arriscou, mas a bola passou por cima da meta de Fernando Prass.

Mostrando entrosamento, a equipe paraguaia voltou disposta a apertar o Verdão no início da etapa final. Aos três minutos, Salcedo driblou Leandro Almeida na entrada da área, mas chutou torto pela linha de fundo.

Com a possibilidade de fazer até cinco alterações durante o jogo, Marcelo Oliveira começou a modificar o time aos 18, quando Gabriel Jesus caiu no gramado sentindo dores na perna direita e Erik entrou em seu lugar. Logo em seu primeiro lance, o novo camisa 14 recebeu na grande área e bateu cruzado, exigindo boa saída de Muñoz.

Buscando uma formação mais ofensiva, o treinador alviverde fez mais três substituições: aos 20, Moisés e Cristaldo entraram nas vagas de Arouca e Alecsandro, e cinco minutos depois, Robinho saiu para dar lugar a Allione.

A melhor chance do Verdão na partida veio aos 34 com Dudu, que arrancou do meio-campo até a entrada da área e, mesmo com opções de passe, preferiu arriscar um chute forte, mas a bola explodiu no travessão.

Mais intenso depois das mudanças, o Palmeiras seguiu apertando, e, aos 36, finalmente chegou ao gol. Erik fez boa jogada pelo lado direito e enfiou a bola para Allione, que, de cara para o gol, se esticou para anotar o primeiro gol alviverde em 2016. (Palmeiras 1×0 Libertad)

Aos 45, o Verdão ampliou o placar utilizando uma de seus principais armas na última temporada: o jogo aéreo. Zé Roberto bateu falta na área e Moisés desviou para o fundo das redes, carimbando a passagem do Verdão à final do torneio quadrangular. (Palmeiras 2×0 Libertad)

O Verdão enfrenta o vencedor do duelo entre os anfitriões Nacional e Peñarol no próximo sábado (23), às 22h15, em Montevidéu, no Uruguai.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.