Twitter RSS
Close

Palmeiras 1 x 1 Corinthians – 25/10/2014

03tobiolucianotentamleandromartinsfp
Foto: Leandro Martins / Futura Press

Desesperado por vitórias seguramos os 3 pontos até os 45 minutos do 2º tempo quando, num lance que acontece só quando o time é ruim e zicado, tomamos o empate.

Uma bola espirrada cai no pé de Danilo (sim ele!!!) que finaliza em direção da linha de fundo, mas caprichosamente desvia na bunda de Juninho para decretar a perda de 2 preciosos pontos. Fechamos a rodada com 36 bem próximo da zona da degola.

Jogo válido pela 31ª rodada do Brasileirão 2014.

Gols, melhores momentos.

FICHA TÉCNICA

Local: Pacaembu, em São Paulo (SP)
Data: 25/10/2014, sábado
Horário: 16h20 (de Brasília)
Árbitro: Flavio Guerra (SP)
Assistentes: Marcelo Carvalho Van Gasse (SP e Vicente R. Neto (SP)
Cartões amarelos: Henrique, Juninho, Marcelo Oliveira e Nathan (PAL); Fábio Santos, Luciano e Petros (COR)
Público: 25.550 presentes
Renda: R$ 548.062,50
Gols: Palmeiras Henrique aos 24 minutos do primeiro tempo
Corinthians: Danilo, aos 45 do segundo tempo

Palmeiras: Fernando Prass; João Pedro, Nathan, Tobio e Juninho; Marcelo Oliveira, Juninho, Wesley (Washington), Mazinho (Diogo) e Valdivia (Felipe Menezes); Henrique
Técnico: Dorival Júnior

Corinthians: Cássio; Fagner, Gil, Anderson Martins e Fábio Santos (Danilo); Elias, Bruno Henrique, Petros (Romero), Jadson (Malcom) e Renato Augusto; Luciano
Técnico: Mano Menezes

Por Eduardo Luiz, da Redação PTD – 25/10/2014 – 18:20h.
Palmeiras volta a doar pontos nos acréscimos
A exemplo do que aconteceu contra o Cruzeiro, time deixa vitória escapar no finalzinho, desta vez diante do Corinthians: 1 a 1.
Repetindo o esquema da última rodada (com apenas Henrique de atacante) o Verdão iniciou o clássico dando muitos espaços ao Corinthians, que aproveitou para criar algumas oportunidades. Aos 9 minutos Petros experimentou da entrada da área, mas Prass estava atento.

No minuto seguinte Jadson enfiou para Luciano finalizar e parar em outra defesa do camisa 25 Palmeirense, desta vez com os pés. Com Valdivia apagado (o chileno sofreu uma pancada de Elias aos 6 minutos, mas seguiu no jogo mesmo com dores no quadril), o time do técnico Dorival Júnior não conseguia articular jogadas.

Aos poucos, porém, o Palmeiras foi conseguindo neutralizar as investidas do rival até que aos 24 minutos o gol saiu. Valdivia atraiu a marcação e rolou para Wesley bater cruzado; no meio do caminho Henrique apenas conferiu: 1 a 0. O Corinthians tentou responder imediatamente com Elias, mas o chute do volante saiu à direita de Prass.

A frente no placar, o Verdão assumiu o controle do jogo a partir dos 30 minutos. Aos 34 Valdivia ajeitou para Juninho soltar a bomba, por cima. Aos 36 Jadson cobrou falta na cabeça de Anderson Martins, que livre de marcação escorou para fora. A resposta alviverde não demorou e veio na mesma moeda. Aos 38 minutos Mazinho cobrou falta e Tobio cabeceou rente à trave direita de Cássio.

Nos minutos finais da etapa inicial o Palmeiras manteve a posse de bola e conseguiu de certa forma irritar o rival com toques rápidos.

No segundo tempo o Verdão voltou disposto a segurar a magra vantagem e cedeu muito espaço para o Corinthians trabalhar a bola. Aos 8 minutos Bruno Henrique carimbou a trave de Prass. Aos 18 Renato Augusto finalizou sem perigo para o goleiro Palmeirense.

Aos 22 foi a vez de Elias testar Prass, que segurou sem dificuldades. Para explorar os contra-ataques, aos 27 minutos Dorival trocou Mazinho, cansado, por Diogo. Aos 30 Fábio Santos cruzou e Luciano finalizou de primeira, exigindo uma ótima defesa de Prass. O Palmeiras só foi reagir aos 32 num chute fraco de Henrique. Aos 36 enfim uma boa jogada; Wesley fintou dois marcadores e bateu rasteiro, na trave.

No final da partida o Corinthians se lançou de vez ao ataque e deixou mais espaços em seu campo de defesa. Aos 40 Valdivia enfiou para Juninho, que cruzou para Diogo, mas o atacante não alcançou. No minuto seguinte, talvez cedo demais, Dorival trocou Valdivia por Felipe Menezes. Logo depois foi a vez de Wesley sair para a entrada de Washigton.

Restavam 2 minutos mais os acréscimos (de absurdos 5 minutos) para o time garantir os três pontos, até que aos 45, numa bola espirrada da defesa, Danilo finalizou, a bola resvalou na bunda de Juninho e entrou no cantinho: 1 a 1. Os quase 30 mil Palmeirenses presentes ao Pacaembu se calaram.

No último lance de perigo do clássico o Verdão quase fez a torcida voltar a comemorar; João Pedro fez boa jogada pela direita e cruzou na cabeça de Diogo, que ainda viu a bola resvalar no travessão antes de sair.

Assim foi mais uma doação de pontos no Brasileirão. O time vai a 36 e segue próximo ao grupo que luta desesperadamente para se afastar do Z4.

Domingo que vem (02/11), às 20h, o Palmeiras enfrenta o Bahia em Salvador.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.