Twitter RSS
Close

Fluminense 1 x 0 Palmeiras – 12/08/2012

Marcação do Verdão funcionou quase todo o jogo, mas Flu venceu (Foto: Dhavid Normando / Photocamera)

Fluminense e Palmeiras entraram em campo prometendo um grande jogo no Engenhão.

Ingredientes não faltavam. De um lado, o terceiro colocado do Campeonato, com apenas uma derrota em 16 rodadas. Do outro, o atual campeão da Copa do Brasil tentando mais uma vitória para sair da incômoda zona de rebaixamento.

Apesar da derrota, sacramentada aos 39′ da etapa final, o Palmeiras fez uma boa partida. Criou inúmeras chances e controlou bem a partida. Foi castigado pela fatalidade do gol.

Com a derrota o Palmeiras segue na zona de rebaixamento com 13 pontos.

Jogo válido pela 16ª rodada do Brasileirão 2012.

FICHA TÉCNICA

Local: Engenhão, Rio de Janeiro (RJ)
Data: 12/08/2012, domingo
Hora: 18h30 (de Brasília)
Árbitro: Márcio Chagas da Silva (RS)
Assistentes: Altemir Hausmann (RS) e Fábio Pereira (TO)
Cartão amarelo: Obina (Palmeiras)
Gol: Jean, aos 38 minutos do segundo tempo

Fluminense: Diego Cavalieri, Wallace, Gum, Leandro Euzébio e Carlinhos; Edinho (Matheus Carvalho), Jean, Wagner (Diguinho) e Thiago Neves (Samuel); Rafael Sóbis e Fred
Técnico: Abel Braga

Palmeiras: Bruno; Artur (Betinho), Maurício Ramos, Thiago Heleno e Juninho; Henrique, Marcos Assunção, Patrik (João Vitor) e Fernandinho; Obina (Mazinho) e Barcos
Técnico: Felipão

Palmeiras Esperança

O jogo começou num ritmo cadenciado, mas com o Palmeiras sendo mais perigoso que o Fluminense. Aos 4 minutos Henrique cruzou sob-medida para Barcos, que parou em bela defesa de Diego Cavalieri. Aos 19 Fernandinho acertaria bom passe para o Pirata se o goleiro não interceptasse.

A equipe de Abel Braga só foi chegar ao ataque aos 20 minutos numa falta que Rafael Sóbis cobrou direto nas mãos de Bruno. Aos 22 Thiago Neves fez boa jogada e cruzou para Fred, mas Maurício Ramos chegou antes. A resposta alviverde não demorou. Aos 25 Fernandinho soltou a bomba de dentro da área mas novamente Cavalieri evitou a abertura do placar. 

Muito bem marcado pelo Verdão, restava ao Fluminense tentar as bolas paradas, e em duas delas Fred levou perigo, mas ambas saíram por cima do travessão de Bruno. Melhor em campo, o time de Felipão, que foi comandado por Murtosa, voltou ao ataque no final da etapa inicial e criou duas chances reais de gol; a primeira aos 40 com Barcos após cobrança de escanteio executada por Assunção e a segunda com Artur, que carimbou a trave após passe de calcanhar de Obina. 

No segundo tempo os mandantes voltaram mais ofensivos, e ensaiaram uma pressão. Logo no primeiro minuto Thiago Neves fez boa jogada pela esquerda e bateu cruzado, para ninguém. No lance seguinte novamente Tihago levou perigo, dessa vez numa cabeçada que saiu por cima. Aos 9 minutos Obina errou ao perder a bola, Fred arrancou mas finalizou fraco. 

O Palmeiras só foi reagir aos 11 minutos com Fernandinho; o meia cruzou para Obina mas Edinho chegou antes. Aos 13 Obina fez bela jogada pela direita, invadiu a área e a bola acabou sobrando para Barcos, que soltou a bomba para ótima defesa de Diego. Na cobrança de escanteio Obina se antecipou à zaga mas cabeceou para fora. 

Percebendo que os contra-ataques poderiam resultar em gol, Scolari promoveu a troca de Obina por Mazinho. A alteração quase surtiu efeito 9 minutos depois; o camisa 17 passou por seu marcador e rolou para trás; Diego Cavalieri desviou e a bola sobrou para Fernandinho, que tentou dominar e foi desarmado. O correto seria bater de primeira. 

O jogo era equilibrado, mas com o Palmeiras perdendo as principais chances. Aos 24 minutos Marcos Assunção cobrou escanteio, a bola desviou e parou na trave. Aos 26 Fernaninho arriscou de fora da área mas Diego estava atento. Disposto a não perder a chance de assumir a vice-liderança do Brasileirão, o Fluminense se lançou ao ataque nos minutos finais. 

Aos 37 Samuel bateu fraco da entrada da área, o sistema defensivo alviverde falhou e Bruno quase tomou um frango. O lance não serviu de alerta. No minuto seguinte Rafael Sóbis ajeitou para Jean, que bateu cruzado, no contrapé do camisa 1 Palmeirense: 1 a 0. Com poucos minutos para reagir e buscar o empate que o tiraria da zona de rebaixamento, o Palmeiras ainda tentou algumas jogadas de bola parada, mas não consegiu. Assim foi mais uma doação de pontos do time de Felipão no campeonato. 

Às 21h50 de quarta-feira, dia 15, em jogo marcado para a Arena Barueri, o Palmeiras recebe o Flamengo. A partida pode marcar o retorno de Valdivia.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.